domingo, 19 de fevereiro de 2017

Para os amigos do prefeito, TUDO - ACM Neto contrata vereador aliado por R$ 120 mil para tocar no Carnaval

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou nesta quinta-feira (16) a contratação do cantor de pagode Igor Kannário para quatro apresentações no Carnaval. Desde janeiro, Kannário é vereador na capital baiana. Eleito pelo PHS com 11,4 mil votos, ele faz parte da base aliada do prefeito. 


A prefeitura pagará R$ 120 mil pelos shows do artista, que desfila em trio elétrico nos circuitos do Campo Grande e da Barra e ainda fará shows em palcos nos bairros de Cajazeiras e Liberdade, periferia da capital. 

Conhecido por tocar um estilo de pagode chamado "groove arrastado", Kannário fez sucesso com a música "Tudo Nosso, Nada Deles", hit do Carnaval de 2015. 
Em entrevista à imprensa nesta quinta, ACM Neto defendeu a contratação do artista e aliado na Câmara de Vereadores. 

"É uma bobagem. Muita gente estava excluindo Kannário porque tinha preconceito. Tive a coragem de trazer ele para o Carnaval, muito antes de ele ser vereador. Ele não está tocando porque é vereador", afirmou o prefeito. 

A prefeitura ainda alega que o artista será pago com recursos de patrocinadores da festa - ao todo serão gastos R$ 6 milhões com a contratação de artistas. 

Conhecido como "Príncipe do Gueto", o vereador Igor Kannário viveu uma trajetória de redenção em Salvador desde 2015. 

Em seu ano de maior sucesso, ele foi rejeitado pelos principais blocos de Carnaval em Salvador após ser detido por porte de drogas, mas foi contratado pela prefeitura para tocar num desfile aberto ao público. Na época, o prefeito afirmou que estava "dando uma oportunidade" ao cantor. 

Igor Kannário tem uma carreira controversa e marcada por polêmicas. Seus shows costumavam ser marcados por episódios de violência, com brigas entre gangues e até tiroteios. 

ALIADOS 
Esta não é a primeira vez que a Prefeitura de Salvador contrata artistas que também são políticos aliados do prefeito. 

Em dezembro de 2014, a prefeitura contratou o deputado federal Irmão Lázaro (PSC), que também é cantor gospel, para tocar em um festival de comemoração do Dia da Cultura Evangélica. 

O artista recebeu R$ 60 mil. Na época, a prefeitura defendeu a legalidade do contrato e afirmou que o valor pago ao artista era compatível ao seu cachê. 

Lázaro é um dos cantores gospel de maior sucesso do país: tem oito discos gravados e milhões de seguidores nas redes sociais. No início da carreira, foi um dos cantores do Olodum, quando era conhecido como Lazinho. 

Nos anos seguintes, o cantor voltou a se apresentar em eventos patrocinados pela prefeitura, mas abriu mão do cachê.

Para o servidor, NADA - Prefeitura investe R$ 6 milhões na contratação de 400 atrações para o Carnaval

Durante a coletiva para a apresentação da estrutura e dos serviços oferecidos pela Prefeitura para o Carnaval, o presidente da Saltur, Issac Edington, afirmou que a administração municipal vai investir R$ 6 milhões na contratação de 400 atrações que vão animar os foliões em todos os circuitos da folia. Do total, cerca de R$ 2 milhões serão destinados às entidades culturais e de matrizes africanas, afro, afoxé, reggae, hip-hop, samba e tradicionais.


De acordo com a Saltur, entre os destaques contratados para apresentações nos bairros estarão os cantores Escandurras, Danniel Vieira, Igor Kannário, Ana Mametto, Larissa Luz, Jú Moraes, Paulinho Boca, Lazzo, Motumbá, Diamba, Edcity, Robsão, Ninha, Gerônimo e orquestras com os maestros Fred Dantas, Paulo Primo, Sérgio Benutti e Zeca Freitas, entre outros. O presidente da Saltur disse, ainda, que os bairros contam ainda com realização diária dos bailes infantis, das 16h às 18h, com destaque para as apresentações de Alinne Rosa e Carla Perez que programam um repertório especial para animar a garotada.

sábado, 18 de fevereiro de 2017

A categoria, somos todos nós!



A mensagem que fica da primeira assembleia da nova Diretoria da ASTRAM, é que todos devemos parar com esse papo de guerreiro/pelego, agente/administrativo, trânsito/transporte, isso só faz nos dividir e é exatamente isso que "eles" querem.

O momento agora é de união, precisamos somar nossas forças para enfrentar os inúmeros desafios que temos pela frente, afinal ...

A CATEGORIA, 
SOMOS TODOS NÓS !
















sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

É HOJE, às 08h, nossa ASSEMBLEIA GERAL

HOJE (sexta, 17/02), teremos um encontro daqui a pouco na primeira Assembleia da nova Diretoria da ASTRAM.

Teremos como pauta os seguintes itens:

- Operações Especiais;
- Produtividade;
- Informes de Brasília;
- O que ocorrer.

Contamos com a presença de TODOS. 

Avise aos seus colegas de setor e também de outros turnos.

Só juntos conseguiremos manter nossos direitos e avançar nas conquistas.

Estamos esperando vocês,


DIRETORIA ASTRAM

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Convocação: Assembleia Geral - Sexta (17/02), às 08h, na Sede da ASTRAM


Saque de recursos das contas inativas do FGTS vai começar no dia 10 de março

O calendário para o saque dos saldos das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deve começar na sexta-feira, dia 10 de março. Para orientar os 10,1 milhões de brasileiros que têm direito à retirada, a Caixa Econômica Federal vai abrir aos sábados, a partir do dia 18 deste mês. A ordem dos saques deve ser baseada no mês de aniversário do trabalhador e será anunciada nesta terça, 14, pelo presidente Michel Temer, em evento no Palácio do Planalto.

Pelo último desenho do calendário, quem nasceu em janeiro e fevereiro, poderá sacar os recursos a partir de 10 de março; quem nasceu em março, abril e maio, poderá sacar a partir de abril; os que fazem aniversário em junho, julho e agosto, a partir de maio; os aniversariantes de setembro, outubro e novembro, a partir de junho; e os que nasceram em dezembro, em julho.

O banco decidiu deixar apenas os aniversariantes de dezembro para receber em julho porque será possível a todos os cotistas retirar o dinheiro a partir da data estipulada no calendário até 31 de julho. Ou seja: quem nasceu em janeiro, por exemplo, poderá sacar o dinheiro de 10 de março até 31 de julho.

A Caixa vai abrir durante cinco horas a partir do próximo sábado para orientar os trabalhadores sobre como devem proceder para retirar o dinheiro das contas inativas, aquelas vinculadas a contrato de trabalho já extinto. Uma única pessoa pode ter várias contas do FGTS, uma para cada trabalho com carteira assinada, e cada conta é encerrada quando o respectivo contrato é finalizado.

Normalmente, existe saldo de contas inativas de pessoas que pediram demissão e não sacaram o dinheiro, para utilizar, por exemplo, no financiamento à casa própria. A retirada poderá ser feita apenas das contas inativas com data de desligamento do empregado até 31 de dezembro de 2015. Quem pediu demissão depois disso não poderá efetuar o saque - a não ser que tenha outros contratos encerrados em anos anteriores.

Para quem tem até R$ 3 mil em contas inativas, a Caixa vai orientar a fazer o "cartão cidadão" para retirar o dinheiro diretamente do terminal de autoatendimento. Para isso, é necessário estar cadastrado no PIS/Pasep e ter o Número da Inscrição Social (NIS). Os atendentes vão explicar onde fazer a inscrição e como retirar esse cartão. Quem recebe o Bolsa Família não precisa do cartão cidadão, pois o cartão que recebe o benefício também pode realizar operações do FGTS.

Quem tem mais de R$ 3 mil nas contas inativas precisará sacar o dinheiro na fila do atendimento. Os clientes da Caixa que possuem poupança terão o dinheiro do FGTS diretamente transferido para a caderneta - quem tem apenas conta corrente no banco terá de autorizar a transferência do dinheiro.

A Caixa divulgará um site específico no qual será possível consultar quem tem direito ao saque, qual o valor e a data de pagamento. A ideia é evitar uma corrida desnecessária às agências.

Impacto

De acordo com dados oficiais, há 18,6 milhões de contas inativas há mais de um ano, com saldo total de R$ 41 bilhões. O governo estima que os saques das contas inativas do FGTS vão injetar R$ 35 bilhões na economia. O banco Santander é mais otimista e prevê que valor próximo de 100% das contas inativas será sacado pelos trabalhadores, e boa parte desse dinheiro reforçará o consumo das famílias nos próximos meses, o que deve gerar um impacto positivo no crescimento da economia de até 0,40 ponto porcentual.

Para os defensores da ideia, os saques não vão causar impacto significativo no saldo do FGTS, de R$ 380 bilhões. Mas o setor da construção criticou a liberação do saldo total das contas inativas. O argumento do presidente Michel Temer foi de que 86% das contas têm saldo inferior a R$ 880 (salário mínimo de 2016). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

>> Calendário de pagamento

Em março - Saca quem nasceu em janeiro e fevereiro

Em abril - nascidos em março, abril e maio

Em maio - nascidos em junho, julho e agosto

Em junho - nascidos em setembro, outubro e novembro

Em julho - nascidos em dezembro


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Diário de Viagem: Missão Brasília 2017

Antônio Coelho (Presid. AGT Brasil), Andrè Camilo (Presid. ASTRAM) e Reinaldo Santos (Tesoureiro ASTRAM) no STF

Após dois dias intensos e de muito trabalho, chegou ao fim a primeira viagem da nova gestão da ASTRAM à Brasília.

Representada pelo presidente André Camilo e pelo tesoureiro Reinaldo Santos, fizemos muitas articulações na difícil missão de incluir os agentes de trânsito e transportes na aposentadoria especial juntamente com os entes participantes do art 144 da CF. Também fomos solicitar aos parlamentares apoio para aprovação do porte de arma funcional (PLC 152/15), que está pronto para votação no plenário do Senado ainda neste ano, apoio para criação de nossa carreira, além de outras demandas no STF.

O tempo é pouco para tantas demandas no Congresso e os diretores da ASTRAM e AGT BRASIL estão sempre buscando melhorias no âmbito nacional para toda categoria e a valorização dos órgãos executivos de trânsito de todo país. 

A luta é árdua, mas estamos buscando sempre o melhor para todos!


Diretoria ASTRAM

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Entenda nossa luta pela aposentadoria especial



A luta da ASTRAM e AGT Brasil é pela inclusão dos Agentes de Trânsito e Transporte na aposentadoria especial, como as outras categorias que estavam no protesto, fazemos parte do artigo 144 da Constituição Federal (que diz respeito à Segurança Pública), portanto, nos faz jus tal benefício.

Agentes de Trânsito, policiais federais, rodoviários, legislativos e civis, além de guardas municipais e agentes penitenciários se reuniram na tarde de ontem (quarta, 08/02) em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, em um protesto contra trechos da proposta de Reforma da Previdência. Segundo os sindicatos, a proposta enviada pelo Executivo e em tramitação na Câmara dos Deputados coloca em risco a aposentadoria especial dos profissionais, porque acaba com o status de "atividade de risco".

De acordo com os organizadores, policiais das cinco regiões do Brasil compareceram ao ato, com comboios vindos de São Paulo, Amazonas, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia, entre outros estados. Desde o dia 6 de dezembro, quando a proposta de reforma foi apresentada pelo presidente Michel Temer e enviada ao Congresso, as categorias também fizeram protestos nas principais capitais.

Atividade de risco


O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Antônio Boudens, informou que o objetivo do protesto era pedir a retirada de um dos trechos da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287 – justamente o que retira a classificação de "atividade de risco" das categorias.

"[O ato é] Para demonstrar ao govermo que a reforma do jeito que está, retirando direitos do trabalhador da segurança pública, nao vai prosseguir se nao houver debate maior e se não houver a retirada deste dispositivo", declarou.

Durante o protesto, os policiais fizeram um minuto de silêncio para homenagear os colegas que morreram em serviço. O gramado do Congresso foi tomado por cruzes e lápides que simbolizavam as mortes.

Mudança nas regras

Em 7 de dezembro – dia seguinte ao envio da proposta de Reforma da Previdência –, o governo Temer enviou uma segunda versão do texto ao Congresso, retirando policiais militares e bombeiros das novas regras.

O governo também alterou trecho da PEC para permitir que os militares possam acumular aposentadorias e pensões. As outras polícias, que são consideradas carreiras civis, foram mantidas na proposta de reforma. Se o texto for aprovado como está, elas devem perder a condição de aposentadoria especial.

À época, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que os militares “virão em um segundo momento” na reforma. Segundo ele, a inclusão dessas categorias não demandaria uma nova Proposta de Emenda à Constituição (PEC), mas somente uma lei complementar.

Jungmann também negou que os militares sejam responsáveis por 45% do déficit da Previdência. Neste ano, ele deve ficar em cerca de R$ 200 bilhões (3,2% do PIB). Segundo ele, o montante real desse déficit dos militares é de R$ 13 milhões, e não de R$ 34 milhões, como divulgado em algumas reportagens.

“Isso não é verdade. Na verdade, os militares não contribuem com R$ 34 bilhões [para o déficit]. O déficit real dos militares é de R$ 13 bilhões e isso foi dito pela Secretaria de Orçamento”, concluiu Jungmann.

Fonte: G1

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

ASTRAM e AGT BRASIL na luta pela inclusão dos agentes de trânsito na aposentadoria especial






Mobilização nacional realizada hoje (08/02), em Brasília, pela inclusão dos agentes de trânsito na aposentadoria especial.

André Camilo (presidente) e Reinaldo Santos (Tesoureiro) representaram a ASTRAM na mobilização, que também contou com a presença de companheiros de todas as Polícias e Guardas Municipais de diversas partes do país.

Juntos, somos parte do Art. 144 da Constituição Federal e temos que lutar pela aposentadoria especial.