terça-feira, 19 de julho de 2016

CONVOCAÇÃO: Reuniões Setoriais – Terça e Quarta (26 e 27/07)

















    26/07 (TERÇA pela MANHÃ)Estações Pirajá, Mussurunga, Rodoviária e Aeroporto


    26/07 (TERÇA pela TARDE)
- Ribeira, Aquidabã, Barroquinha e Lapa


    27/07 (QUARTA pela MANHÃ)
Semob. GESIN, GTRAN e Sede da Transalvador



segunda-feira, 18 de julho de 2016

Carta Aberta

CARTA ABERTA

Aos Cidadãos Soteropolitanos,

A crise não explica a forma autoritária com que o prefeito ACM Neto vem tratando os servidores municipais, é apenas uma desculpa para impor uma forma de governo que se preocupa mais com o empresariado e a aparência, do que com a população.

Para sermos curtos e diretos, estamos convivendo com uma administração que não cumpre o que promete, rasga acordos assinados e simplesmente não respeita decisões judiciais. Há dois anos que o prefeito ACM Neto avança na retirada de direitos dos servidores municipais, não concedendo a reposição inflacionária devida e suspendendo o enquadramento do Plano de Cargos e Vencimentos, descumprindo a Lei 8629/2014, criada na sua gestão e fruto de acordo da campanha salarial 2014.

Como se não bastassem as perdas financeiras, essa gestão agora ataca uma conquista de mais de 28 anos dos servidores, o Plano de Saúde. É de conhecimento público, o crítico estado em que a saúde pública se encontra, principalmente na capital que menos investe em saúde no país. Segundo matéria veiculada no Programa Fantástico, em fevereiro deste ano, Salvador investe seis vezes menos na saúde que a média nacional. Por habitante, no país, são investidos cerca de R$ 3,89. Já na capital baiana, este valor é de absurdos, R$ 0,59.

E não adianta propagandas em rede de TV, rádio ou jornal, dizendo que está construindo isso, inaugurando aquilo, a vida real é muito diferente dos comerciais inseridos no conglomerado de comunicação da família Magalhães. Vale lembrar que toda esta publicidade é paga com o meu, o seu, o nosso suado dinheiro (R$ 62,5 milhões, só neste ano de "suposta crise na prefeitura"), que por ironia, acaba indo para o “bolso” dos seus parceiros da imprensa, aqueles que não ousam mostrar a real situação da cidade. Situação no mínimo anti ética e incondizente com o posto de um gestor público.

Lamentamos a forma autoritária como o prefeito vem administrando a cidade, sem diálogo, impondo através de decretos, não somente aos servidores, mas também à população de um modo geral, a sua vontade, de forma autocrática, sem ouvir sequer aqueles que o elegeram.

Tem sido assim com o PDDU, com o aumento do IPTU, com o aumento da fiscalização eletrônica e da arrecadação com multas, com a reforma fiscal que foi promovida no início do seu mandato, entre tantas outras questões tratadas de forma impositiva e autoritária por parte do prefeito ACM Neto, numa clara demonstração de que pretende entre seus anseios e aspirações políticas, estabelecer uma forma de governar autoritária e autocrática, que há muito foi rechaçada e repudiada pelo cidadão baiano.

Uma forma de governo que prima pela aparência. Aparência que é capaz de construir ou reformar um posto de saúde e que quando você leva o seu filho lá, na busca de atendimento médico, não encontra o profissional, pois este não foi contratado. O mesmo se dá com as escolas, onde muitas vezes ocorrem obras de fachada, mas onde falta o profissional ou a sua valorização.

Sr. Prefeito, quem está do lado de cá é que sabe o que é crise de verdade. Muitas famílias estão cortando o básico em suas mesas, já não podem dar uma educação decente aos seus filhos, enquanto isso a preocupação da prefeitura é com os cinco dias de festas do Ano Novo, ou seja, a velha política do pão e circo. Quanto será que custou o cachê de atrações já confirmadas como Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Luan Santana, Anitta e Aviões do Forró?

Como explicar um aumento 1.118% com cargos comissionados? Só no ano passado foram gastos R$ 500 milhões com comissões e gratificações. Esses gastos são denominados como jetons, que é uma forma turbinar os salários do primeiro escalão, “dos amigos do prefeito”, burlando o teto de remuneração previsto na constituição. São gratificações destinadas a membros de conselhos públicos ou de administração de empresas e proporcionam uma boa remuneração pela simples presença em reuniões.

Infelizmente, o prefeito ACM Neto prefere continuar insensível à situação dos servidores municipais, estes pais e mães de família que, faça chuva ou sol, estão na linha de frente no atendimento à população de Salvador. Está claro que o compromisso do prefeito é com seus amigos empresários, com o aumento da terceirização, com nenhuma perspectiva de concurso público e com a retirada de direitos legítimos de quem faz a cidade “andar”.

Desde já, agradecemos e pedimos a compreensão de todos os cidadãos de Salvador por conta de eventuais transtornos decorrentes da intransigência como essa gestão trata o funcionalismo público municipal: servidor na rua, PREFEITO A CULPA É SUA!


Diretoria ASTRAM

Contagem Regressiva para nossa Assembleia !!!


quinta-feira, 7 de julho de 2016

Manutenção do nosso Plano de Saúde: Vamos esperar pra ver ou fazer acontecer?

A administração de ACM Neto já atacou o plano de saúde da SUCOP e da SUCOM, alguma dúvida de que a Transalvador é a bola da vez?

E ai, vamos esperar pra ver ou fazer acontecer?

Para sermos curtos e diretos, estamos convivendo com uma administração que não cumpre o que promete, rasga acordos assinados e simplesmente não respeita decisões judiciais. O prefeito ACM Neto continua avançando na retirada de direitos dos servidores, numa busca rápida podemos citar o direito legitimo de reposição inflacionária que não foi concedido e o enquadramento do nosso Plano de Cargos e Vencimentos que foi suspenso.

Sem dúvida o próximo ataque dessa gestão será ao nosso Plano de Saúde, conquista de 28 anos, que pode ser perdida, se a categoria não sair da inércia em que se encontra. Este processo já está em curso em dois órgãos que tinham modelo de Plano de Saúde similar ao nosso, a SUCOP e a SUCOM.

Na SUCOP, com a reforma administrativa de 2014, os servidores da área de manutenção foram alocados na SEMAN, e agora em 2016 iniciaram o processo de migração para o plano geral da PMS, a exemplo do que fizeram na Transalvador com os servidores da área de transporte que foram colocados na SEMOB e com muita luta conseguimos o retorno de todos os companheiros e assim, não caímos nessa armadilha da gestão.

Em 2016, foi aberto o processo de credenciamento novamente na SUCOP, duas empresas se credenciaram: Promédica e HapVida. Segundo informações, o prefeito determinou que a SUCOP só assine com a HapVida, sinceramente, não entendemos o por quê de tanto apego do prefeito ACM Neto a esta operadora de saúde.

Na SUCOM, o prefeito também determinou a migração de todos os servidores para o plano geral de saúde da prefeitura, após findar o prazo para concessão do reajuste contratual ao Plano de Saúde da Promédica, a ASSUCOM recorreu á justiça e obteve decisão judicial que garante a manutenção do modelo, entretanto, o prefeito insiste em descumprir mais essa decisão judicial e continua o processo de migração dos servidores da SUCOM.

Diante da demora da prefeitura em negociar e reajustar o nosso Plano de Saúde, em breve, seremos a bola da vez. As negociações estão se arrastando desde dezembro de 2015 e por ordem expressa do prefeito o percentual de reajuste da Promédica só será negociado após o fechamento do percentual com a HapVida, porém, é importante lembrar que o contrato da Promédica com a Transalvador prevê o reajuste em fevereiro e o contrato da PMS com a HapVida prevê reajuste em maio, sendo assim, hoje estamos com o plano de saúde em operação devido a flexibilidade que a operadora tem tido conosco.


TÁ ESPERANDO O QUE?

A hora da união e da luta, pela manutenção de um dos últimos direitos que nos resta, é agora!


Contamos com a sua presença na assembleia do dia 28/07 (quinta), às 08h, no COTAE (GETAX).


Seja um agente multiplicador, passe essa mensagem adiante e converse com seus colegas de setor sobre a importância da presença e participação efetiva de cada um.


Diretoria da ASTRAM

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Deliberações da Assembleia 06/07/16




Na assembleia realizada na manhã de hoje (06), na Sede da Transalvador, os servidores presentes deliberaram:

1 – ESTADO DE ALERTA da categoria, em virtude da questão do nosso Plano de Saúde. Estaremos cobrando e acompanhando a resolução do impasse até o final do mês, caso contrário, teremos que “botar o bloco” na rua.

2 – ASSEMBLEIA GERAL - Dia 28/07, às 08h, no COTAE (GETAX).

3 – ADIAMENTO DAS ELEIÇÕES DA ASTRAM. A categoria decidiu adiar as eleições que seriam em agosto, para todos se concentrarem em questões como o Plano de Saúde.

4 – Ratificação da SUSPENSÃO DAS OPERAÇÕES ESPECIAIS, mediante ação judicial, que será providenciada nosso Departamento Jurídico.

Diretoria da ASTRAM

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Convocação: Assembleia Geral - Próxima Quarta (06/07), às 8h, na Sede da Transalvador


Réveillon de Salvador terá Safadão, Aviões, Anitta e mais 22 atrações; veja

Via G1 BAHIA

Atrações da festa da virada para 2017 foram anunciadas nesta segunda.
Dupla Jorge e Mateus, Claudia Leitte e Simone e Simaria estão na grade.


Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Luan Santana, Anitta, Jorge e Mateus, O Rappa, Aviões do Forró, Claudia Leitte, Daniela Mercury, Natiruts, Psirico, Saulo, Simone e Simaria, Bell Marques, Oito7Nove4, BaianaSystem, Duas Medidas, É O Tchan, Tierry e Daniela Mercury. Essas serão as atrações do Réveillon 2017 em Salvador, na Praça Cayru, no Comércio.
A grade artística foi anunciada pelo prefeito ACM Neto, acompanhado do presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, na manhã desta segunda-feira (27), durante coletiva de imprensa no Palácio Thomé de Souza. De acordo com a prefeitura, as comemorações do Ano Novo recebem o nome de "circuito Daniela Mercury".
Prefeito ACM Neto anunciou atrações do Réveillon de Salvador nesta segunda-feira (Foto: Juliana Almirante/G1)Prefeito ACM Neto anunciou atrações do
Réveillon de Salvador nesta segunda
(Foto: Juliana Almirante/G1)
Os festejos, que vão ocorrer do dia 28 de dezembro até o dia 1º de janeiro, terão ainda outras cinco atrações que serão anunciadas ao longo do segundo semestre deste ano. Apesar do anúncio das atrações, a programação dos festejos ainda não tem data definida, exceto o Pôr do Som com Daniela Mercury, que ocorre sempre no primeiro dia do ano.
O valor total da festa também não foi divulgado, mas segundo a prefeitura, os custos com os cachês dos artistas serão pagos por meio de parceria com iniciativa privada. "Todas as atrações serão pagas pela iniciativa privada, por patrocínio. Ainda serão anunciados os patrocínios porque estamos negociando. A prefeitura entra com infraestrutura e serviços, como já acontecia", disse o prefeito ACM Neto.
Segundo a prefeitura, as atrações são anunciadas com antecedência para dar condições ao trade turístico de vender pacotes para a ocasião. Em 2015, a programação havia sido divulgada no mês de setembro. De acordo com o presidente da Empresa Salvador Turismo, Isaac Edington, a expectativa da prefeitura é de receber em torno de 1,5 milhão de pessoas no circuito Daniela Mercury.
Ivete, Aviões do Forró, Anitta, Simone e Simaria e Wesley Safadão estarão na festa (Foto: Arte/G1)Ivete, Aviões do Forró, Anitta, Simone e Simaria e Wesley Safadão estarão na festa (Foto: Arte/G1)

Prefeito ACM Neto turbina salários dos executivos e penaliza funcionalismo e população de Salvador, denuncia vereador



Via Jornal Grande Bahia


Prefeito ACM Neto é acusado de usar mecanismos políticos com a finalidade de ampliar salário de aliados em cargos de confiança.


O Projeto de Lei nº 182/2016 apresentado pela Prefeitura Municipal de Salvador, em tramitação na Câmara de Vereadores, “utiliza das conquistas de categorias dos servidores municipais para legitimar o emprego de verbas públicas para aumentar salários de seus executivos diretos. O Projeto de Lei que prorroga abonos salariais dos agentes de copa e cozinha e profissionais de atendimento integrado na área de qualificação médica, inclui a legalização do pagamento de jetons a membros do Conselho Municipal de Tributos (CMT); Comissão de Análise Prévia da Lavratura de Auto e Infração e Notificação Fiscal de Lançamento (Caplan) e da Comissão de Gestão do Sistema de Administração Tributária (Gesat), todas no âmbito da Secretaria da Fazenda (Sefaz).
Os jetons são gratificações destinadas a membros de conselhos públicos ou de administração de empresas e proporcionam uma boa remuneração pela simples presença em reuniões. “Um instrumento amplamente utilizado na iniciativa privada, sua utilização na esfera pública denuncia uma lógica empresarial de gestão do estado. Mais do que isso, os jetons têm sido usados com frequência como instrumento para turbinar os salários do primeiro escalão do governo e assim burlar o teto de remuneração previsto no texto constitucional”, critica Hilton Coelho.
O legislador lembra que “o pagamento dos imorais jetons era a forma que o ACM Neto utilizava para aumentar de forma ilegal o salário do antigo secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo. Ele fez parte do conselho de quatro empresas municipais e recebia R$ 22 mil mensais de jetons”.
Segundo o vereador, ACM Neto já tinha promovido o aumento no valor do jeton para os conselheiros das empresas públicas de Salvador, que passou de R$ 2.856,80 para R$ 5.756,15 em três delas (Saltur, Desal e Limpurb) e de R$ 2.590.10 para R$ 4.930,00 na Cogel. Agora cria mais jetons na administração municipal onde distribui dinheiro público entre os seus escolhidos.
“É preciso denunciar o oportunismo de ACM Neto, que, em um mesmo Projeto de Lei, garante o abono de categorias de servidores, fruto de anos de reivindicação, e inclui a ‘gratificação’ para beneficiar seus apoiadores do alto escalão. É vergonhoso essa forma de atuação do prefeito, constranger as críticas ao jeton colocando uma conquista dos servidores. Algo ilegítimo e imoral juntado às conquistas dos servidores. Sem nenhum passo atrás nas conquistas, precisamos garantir que o dinheiro público seja utilizado devidamente para o atendimento da população e justa remuneração dos seus verdadeiros servidores. Basta de privilégios com dinheiro público e arrocho salarial dos servidores que atuam de forma correta em defesa dos direitos da maioria da população”, finaliza Hilton Coelho.