domingo, 1 de maio de 2016

Convocação de Assembleia: Quarta (04/05), ás 08h, na GTRAN

Bom dia e uma ótima semana, guerreiros e guerreiras da Transalvador!


E não esqueçam ... quarta, termos Assembleia, às 08h, na GTRAN.



Teremos como pauta desta assembleia os seguintes tópicos:

- Plano de Saúde;

- Operações Especiais; 

- Formação de Comissão para avaliar possíveis transgressões ao Estatuto; 

- O que ocorrer. 



Contamos com a presença de todos,


Diretoria da ASTRAM





Feliz Dia do Trabalho, Servidores de Trânsito e Transporte!


Campanha MAIO AMARELO: Atenção pela Vida


Maio Amarelo: 10 regras da segurança no trânsito


sábado, 30 de abril de 2016

Amabarra vence ação contra prefeitura e Justiça determina suspensão de multas

No início deste mês, a Associação de Moradores e Amigos da Barra (Amabarra) ajuizou ação contra a prefeitura de Salvador por instalação irregular de radares no bairro da Barra. Segundo a instituição, a gestão além de reduzir a velocidade máxima do trecho para 30 km/h, instalou dois radares bastantes próximos na Avenida 7 de Setembro.

No último dia 19, a Justiça determinou suspensão de multas geradas por causa da instalação do radar que fica em frente ao 2º Distrito Naval, e desativação do equipamento. Caso a prefeitura descumpra a determinação, terá que pagar multa diária no valor de R$ 1000 que serão revestidos para o Hospital Irmã Dulce.

De acordo com a ação, a distância medida entre os dois medidores de velocidade situados é de aproximadamente 103 metros. O que, conforme os moradores, é uma irregularidade. Segundo eles, o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) estabelece que a distância mínima entre radares seja de 500 metros.

"O juiz reconheceu que a prefeitura vem praticando sucessivas ilegalidades, visando aumentar a sua arrecadação mediante a aplicação de milhares de multas irregulares e em desacordo com a legislação vigente. A postura ilegal do prefeito está lesando milhares de cidadãos soteropolitanos, ao visar exclusivamente ampliar de forma ostensiva a arrecadação do município mediante a aplicação de incontáveis multas aos motoristas, mesmo sabendo que são irregulares, conforme reconheceu o juiz da fazenda pública na concessão da liminar", disse ao Bocão News o advogado Jerônimo Mesquita, que representou a Amabarra.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Parabéns AGT Brasil!



Hoje faz um ano que nasceu a associação que representa os profissionais da Segurança Viária, os Agentes de Trânsito!

Composta por grandes representantes da categoria, que foram fundamentais para a aprovação da Emenda constitucional 82/2014 e alguns PL,s, juntamente com os novos membros que já estão atuando bravamente para o crescimento regional e nacional, a AGT BRASIL está crescendo, se tornando o maior instrumento de batalha pelas causas dos Agentes de Trânsito de nosso país.

Presente na luta desde o início, a ASTRAM faz parte da Direção Executiva da AGT Brasil, através dos seguintes direitores: André Camilo (Diretor de Comunicação), Melquisedenes Teixeira (Diretor Representante Estadual) e Reinaldo Santos (Suplente do Jurídico), todos Diretores da ASTRAM.



Um abraço especial ao nosso presidente Antonio Coelho e nossa vice-presidente Francis Mineirinha, e aos demais membros!

O site da AGT BRASIL é www.agtbrasil.org.br 

Seja mais um agente filiado!

Diretoria da ASTRAM

Depois de vencer Nova Lapa, construtora ligada a família de ACM Neto ganha outra licitação para Hospital Municipal

O consórcio Saúde Salvador venceu a licitação do Hospital Municipal de Salvador. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele é composto pelas empresas Axxo Construtora LTDA e Globo Engenharia.

A Axxo, que compõe o consórcio vencedor, foi a responsável pela nova Estação da Lapa, entregue em março. A construtora tem como um dos sócios Arnaldo de Melo Gusmão, casado com Paula Magalhães, prima do prefeito ACM Neto.

O novo hospital será construído no bairro da Boca da Mata, Distrito Sanitário de Cajazeiras. Se não houver nenhuma reclamação, o secretário José Antônio Rodrigues Alves irá homologar o resultado.

O investimento para erguer o hospital é de R$ 78 milhões. O investimento será da própria prefeitura de Salvador. A expectativa é de que o custo de manutenção anual seja de R$ 100 milhões.

Entre as especialidades previstas para o hospital estão Cardiologia, Cirurgia Geral, Neurologia, Cirurgia Pediátrica, Pediatria, Ortopedia e Traumatologia.

Consultada pelo Varela Notícias, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que o processo de licitação aconteceu de forma “aberta” e “transparente” e que outros quatro consórcios também concorreram. Os outros interessados que concorreram têm cinco dias úteis para recorrer da decisão.

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Release enviado aos meios de comunicação: Servidores da Transalvador encerram greve



15.04.2016 - Servidores da Transalvador encerram greve, que já durava um mês, e retornam as atividades

Em assembleia realizada hoje (15), no pátio da GTRAN, os servidores da Transalvador decidiram encerrar a greve iniciada no último dia 15/03, referente à Campanha Salarial 2016.

Segundo a Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito do Município (ASTRAM), ficou acordado que a Secretaria Municipal de Gestão (SEMGE) irá apresentar até 30/05, o estudo do quadrimestre fiscal e sendo o resultado positivo, a proposta de reposição salarial da prefeitura. Sendo este resultado negativo, os servidores se comprometeram a manter o diálogo, sem a realização de outro movimento paredista.

“Consideramos este movimento vitorioso, já que resgatamos a dignidade e o poder de mobilização dos servidores da Transalvador. Conquistamos avanços importantes na nossa pauta de reivindicações que era composta de 34 itens, principalmente no que diz respeito à construção do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos servidores, contudo, a prefeitura não pode apresentar uma proposta de reajuste salarial por conta de não ter fechado o quadrimestre fiscal. Estamos retornando as atividades de maneira progressiva e certamente a população vai notar uma maior presença dos servidores em Trânsito e Transporte nas ruas de Salvador”, informou Luiz Bahia, presidente da ASTRAM.

quarta-feira, 13 de abril de 2016

CONVOCAÇÃO: Assembleia Geral - AMANHÃ (Sexta, 15/04), às 11h, na GTRAN - A GREVE CONTINUA !

Boa noite, guerreiros e guerreiras da Transalvador !

A GREVE e a LUTA contra o autoritarismo e a tirania CONTINUA amanhã 
(sexta, 15/04)
, com a
ASSEMBLEIA que vai ocorrer às 11h, na GTRAN.

Contamos com a presença de todos, a participação de cada um de vocês é muito importante neste momento.

Exija a presença do seu colega de setor, para benefícios coletivos, a luta tem que ser de todos.

Por favor, compareçam fardados.

Juntos, somos mais fortes!

Diretoria da ASTRAM

A TARDE: Servidores realizam assembleia e bloqueiam trânsito na ACM



Os servidores municipais em greve interditaram as pistas em frente ao Shopping da Bahia, durante assembleia, na manhã desta quarta-feira, 13. Os trabalhadores pedem reajuste salarial de 17%.

De acordo com a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), a ocupação nas vias ocorreu por volta das 10h50, mas foi liberada cerca de 15 minutos depois.

O trânsito ficou complicado na região, mas já flui normalmente, segundo o órgão de trânsito. Na assembleia, os servidores optaram por manter a greve iniciada no dia 15 de março.

Fonte: A Tarde

G1 Bahia - Mobilização de servidores fecha trânsito na Av. ACM

Servidores municipais em greve se concentram em assembleia, na manhã desta quarta-feira (13), na Avenida ACM, em frente à Praça Newton Rique, o que deixou o trânsito bastante complicado em direção à Avenida Paralela.

Por volta das 10h40, os manifestantes interditaram as pistas em frente ao Shopping da Bahia. As vias foram liberadas cerca de 15 minutos depois. Mesmo com a desocupação, o trânsito ficou complicado em toda a região.

Durante a assembleia da categoria, eles decidiram manter a greve, que começou no dia 15 de março, em Salvador. A paralisação pede reajuste salarial de 17%.

Fonte: G1 Bahia

Vereadores defendem servidores e cobram prefeito

Bahia Já



A líder do PT na CMS acusa ACM Neto de praticar coronelismo

A vereadora Vânia Galvão, líder do PT na Câmara de Salvador e presidente da comissão de Reparação da Casa, voltou a manifestar apoio à greve dos servidores municipais, cobrando do prefeito tolerância com trabalhadores e o desbloqueio total dos salários de fevereiro.

Segundo ela “ao bloquear salários, ACM Neto está sonegando o direito fundamental do trabalhador que é a remuneração; autoritarismo em pleno século XXI é um retrocesso muito grande”.

Em sua opinião está na hora do alcaide “deixar o coronelismo e se atualizar. Inadmissível tanta imprudência administrativa em um gestor tão jovem; manter essa postura é deixar de cuidar da cidade. Manifestamos nosso apoio à mobilização e ao Sindseps no sentido de fazer valer os direitos dos trabalhadores”.

A greve teve início no último dia 15 de março, e conforme decisão do sindicato dos funcionários, na assembleia da sexta-feira, 8, a categoria manterá a paralisação até o desbloqueio total dos salários.

Jornal Grande Bahia


O vereador Hilton Coelho (PSOL) manifesta seu apoio aos professores municipais “que com sua luta mostraram a necessidade de defesa de uma educação de qualidade em nossa cidade. A greve buscou a implementação do direito a 1/3 da jornada para preparação de aulas e outras atividades de organização pedagógica. Trata-se de um direito garantido por lei federal e municipal, mas que o prefeito ACM Neto se negava a cumprir. A força da categoria foi tamanha e a greve se mostrou vitoriosa. A Prefeitura foi obrigada a contratar mais 1.300 professores para a rede municipal”.

O legislador classifica o comportamento de ACM Neto como tirano e com característica do coronelismo que imperou na Bahia. “Há uma evidente retaliação contra os servidores em greve, em especial as educadoras e educadores que o derrotaram com uma greve vitoriosa. Mostrando seu DNA de não suportar ser desafiado e atacar os oponentes de forma autoritária assim como seu avô fazia, de forma absolutamente arbitrária e ilegal promoveu o corte do ponto dos professores por conta da greve da categoria”, critica com veemência.

“A categoria deu entrada na segunda-feira (11/04/2016) em um Mandado de Segurança que visa obrigar o pagamento do salário e a apresentação imediata dos contracheques. É bom se ressaltar que a greve não foi declarada ilegal pela Justiça, mas suspensa até posterior julgamento. O corte dos salários realizados pelo que se considero dono, herdeiro da cidade, não tem qualquer amparo legal e mostra seu perfil ditatorial. Manifestamos toda nossa solidariedade e apoio irrestrito à categoria para que façam valer seus direitos”, detalha Hilton Coelho ressaltando que “o corte nos salários das professoras ocorreu de forma indiscriminada. Professoras que se encontravam em licença gestante, licença médica, e mesmo servidores que não fizeram greve, foram alvo de cortes. Algumas professoras não receberam qualquer valor do salário, mesmo a greve atingindo menos da metade de um mês”.

O mandato do vereador Hilton Coelho solicitará através de ofício que a Comissão de Educação da Câmara Municipal de Salvador busque uma solução mediada para a situação, a fim de que todas as professoras e professores que tiveram seus salários cortados sejam devidamente reembolsados e os contracheques sejam imediatamente disponibilizados para a categoria.

Hilton Coelho lembra a negativa de o prefeito apresentar os contracheques da categoria referentes ao mês de maio. “Tradicionalmente, os demonstrativos de vencimentos dos servidores municipais são disponibilizados no último dia do mês de referência do salário, mas já estamos no dia 12 de abril e os contracheques da categoria não foram liberados. O receio do prefeito ACM Neto é que sua arbitrariedade fique exposta e, por isso, nega direitos básicos do servidor em ter acesso a seu contracheque. Os demais servidores municipais, também em greve, tiveram seus pontos cortados, mas a situação felizmente foi revertida na Justiça. Contra o ódio, os servidores e professores municipais apresentam a luta e a resistência ao prefeito ACM Neto e toda a sua tirania”, finaliza.

Mobilização na Liberdade - A Greve e a Luta continua!

BOCÃO NEWS


Um grupo de cerca de 200 servidores municipais, que estão em greve, protestam na manhã desta terça-feira (12), em frente ao Multicentro de Saúde, no bairro da Liberdade, que será reinaugurado nesta terça-feira (12), pelo prefeito ACM Neto (DEM).
 
 
De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores da Prefeitura do Salvador (Sindseps), Everaldo Braga, o prefeito tem sido "intransigente" nas negociações com os trabalhadores. "Nós precisamos sentar e negociar. Nem todas as reivindicações são financeiras, e ele colocou pessoas que não sabem negociar. Os servidores precisam de dignidade e respeito", afirmou.
 
 
Diferentemente do que diz o prefeito, Everaldo Braga afirma que é cada vez maior o número de servidores que aderiram ao movimento grevista. Os funcionários municipais estão com os braços cruzados desde o dia 15 de março.


POLÍTICA NA REDE


Os servidores municipais em greve desde o último dia 15 de março resolveram continuar com os serviços paralisados. A decisão foi tomada em assembleia realizada no bairro da Liberdade, na manhã desta terça-feira (12).

Mesmo com a presença do prefeito ACM Neto (DEM) na inauguração do Multicentro de Saúde Liberdade, não houve qualquer conflito apesar do forte aparato de segurança formado pela Prefeitura de Salvador. A intenção dos servidores de fazer um protesto pacífico se concretizou. Os trabalhadores portavam cartazes e faixas em frente à unidade de saúde e viraram as costas para o político no momento de sua chegada.

Para o coordenador geral do Sindicato dos Servidores da Prefeitura de Salvador (Sindseps), Everaldo Braga, a categoria demonstrou um gesto de cidadania em um protesto ordeiro. “Nosso comportamento foi de extremo zelo e estratégia. Mostramos que não motivação política em nossa mobilização. Ninguém aqui visa conflito com o prefeito ou seus auxiliares, apenas não podemos ser desprezados em nossos intentos. Queremos que o prefeito assuma a negociação e que os nossos direitos sejam preservados sem revanchismo ou retaliações. Nosso silêncio diz muito de nossa indignação”, disse Braga.

Uma nova assembleia acontece nesta quarta-feira (13), às 08h, na Praça Newton Rique, em frente ao Shopping da Bahia (antigo Iguatemi).

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Aratu Notícias - GREVE: Servidores da Transalvador voltam a se reunir em assembleia nesta segunda

Em greve desde o último dia 15/3, os servidores da Transalvador voltam a se reunir em assembleia nesta segunda (11/4), às 14h, na Sede da Transalvador. Os servidores reclamam que mesmo com duas decisões judiciais a favor da categoria, considerando a greve legal e proibindo a prefeitura de efetuar descontos nos salários, o prefeito ACM Neto descontou cerca de 40% dos vencimentos dos servidores.

“A justiça determinou no sábado (2/4), que o prefeito pagasse imediatamente os salários bloqueados dos servidores em greve. O prefeito descumpriu essa decisão e só pagou os salários na quinta (7/4), com cerca de 40% de desconto, descumprindo a segunda decisão judicial, proferida na quarta (6/4), a favor dos servidores municipais. Essa decisão considerou a paralisação legal e determinou que a prefeitura não descontasse os dias da greve”, informou Luiz Bahia, presidente da Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito do Município (ASTRAM).

Na última sexta (8/4), os servidores realizaram uma caminhada até a Praça Municipal, exigindo que a prefeitura pague os salários integralmente, conforme determinou a justiça.

“Infelizmente, o prefeito ACM Neto continua fechado ao diálogo, vivendo num mundo só dele, onde decisões judiciais não são respeitadas e os trabalhadores não podem reivindicar direitos garantidos na Constituição Federal. Salientamos que, além de não respeitar o direito legitimo e constitucional de greve, com estas atitudes o prefeito de Salvador violou a Constituição Federal em seu artigo 5º, a Lei de Abuso de Autoridade, bem como, a Lei de Improbidade Administrativa, que tem como pena, inclusive, a perda do mandato. Fatos que já foram levados ao conhecimento do Ministério Público”, concluiu o presidente da ASTRAM.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

A GREVE CONTINUA - Assembleia Geral - Segunda (11/04), às 14h, na Sede da Transalvador


Release enviado aos meios de comunicação

08.04.2016 – Descumprindo outra decisão da Justiça, prefeito ACM Neto desconta os dias parados de servidores que decidem continuar a greve

Após descumprir a primeira decisão da justiça, que determinou o pagamento imediato dos salários bloqueados dos servidores, o prefeito ACM Neto descumpre outra decisão judicial e desconta os dias parados dos servidores em greve.

“A justiça determinou no sábado (02), que o prefeito pagasse imediatamente os salários bloqueados dos servidores em greve. O prefeito descumpriu essa decisão e só pagou os salários ontem (07), com cerca de 40% de desconto, descumprindo a segunda decisão judicial, proferida na quarta (06), a favor dos servidores municipais. Essa decisão considerou a paralisação legal e determinou que a prefeitura não descontasse os dias da greve, iniciada no último dia 15/03”, informou Luiz Bahia, presidente da ASTRAM.

Os servidores se reuniram em assembleia na manhã desta sexta (08) e diante do exposto decidiram pela continuidade da greve por tempo indeterminado. Logo após a assembleia, foi realizada uma caminhada até a Praça Municipal, exigindo que a prefeitura pague os salários integralmente, conforme determinou a justiça. Os servidores voltam a se reunir em assembleia, na próxima segunda (11), às 14h, na Sede da Transalvador.



“Infelizmente, o prefeito ACM Neto continua fechado ao diálogo, vivendo num mundo só dele, onde decisões judiciais não são respeitadas e os trabalhadores nãopodem reivindicar direitos garantidos na Constituição Federal. Salientamos que, além de não respeitar o direito legitimo e constitucional de greve, com estas atitudes o prefeito de Salvador violou a Constituição Federal em seu artigo 5º, a Lei de Abuso de Autoridade, bem como, a Lei de Improbidade Administrativa, que tem como pena, inclusive, a perda do mandato. Fatos que já foram levados ao conhecimento do Ministério Público”, concluiu o presidente da ASTRAM.

Primeira decisão não cumprida pela Prefeitura - No sábado (02), a Juíza Beatriz Martins de Almeida Alves Dias, plantonista do Plantão Judiciário de 1º Grau da Comarca de Salvador, proferiu a primeira decisão favorável referente à greve dos servidores municipais, determinando que o prefeito de Salvador pagasse imediatamente os salários bloqueados dos servidores em greve. Decisão essa descumprida pelo Prefeito ACM Neto.


Segunda decisão não cumprida pela Prefeitura – Na quarta (06), o Desembargador. José Cícero Landim Neto, do Tribunal de Justiça, do Poder Judiciário do Estado da Bahia, considerou paralisação dos servidores municipais de Salvador dentro da legalidade e determinou que a prefeitura não desconte os dias da greve, iniciada no último dia 15/03.

Novo Twitter ASTRAM_Imprensa. Siga-nos!